.
.
.
.................................
Aqui a poesia é amadora. A música e a fotografia, amadoras. Tudo dentro deste peito é amador.

.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Faz um silêncio aqui bem perto de mim, para que eu possa te ouvir...



 'Toda poesia é um aplauso de asas num fim de tarde.'



Fotografia: Mariana Gouveia

10 comentários:

  1. Minha flor,posso dizer que quando abri uma emoção me tocou.
    Acho que senti asas batendo no peito.Pela delicadeza do momento a fotografia coube aqui tanto quanto na alma.Obrigada imenso.Beijos

    ResponderExcluir
  2. Anônimo16.2.12

    Muito lindo e forte ...

    ResponderExcluir
  3. Se todo verso final for um por-de-sol, a poesia é um privilégio.

    ResponderExcluir
  4. É como Adélia Prado diz: "A vingança da poesia, é ela ser maior que a gente".
    Sim o maior espetáculo. Que isso se propague.
    Um bj

    ResponderExcluir
  5. Ola,
    Criei um blog recentemente e visitando o mundo da blogosfera encontrei teu blog. Adorei teus textos, por isso sigo-te. Gostaria de convidar vc a visitar meu blog, nele postarei textos de minha autoria, espero que goste!

    Abç

    ResponderExcluir
  6. e todo o bater de asas nos remete a poesia.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Leveza de palavras aladas.

    Bjos Ziris

    ResponderExcluir
  8. Muito legal! Quero ser sua seguidora.
    Beijos;
    LE

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. ...e todo fim de tarde esse silêncio abraça o peito.
    Seu nome é ausência, de sobrenome lembranças, por codinome saudade.

    ResponderExcluir